Crustáceos

A coleção de Crustáceos do MUHNAC tem cerca de 5.000 lotes e compreende mais de 58.000 espécimes da fauna marinha, sendo a ordem Decapoda a mais bem representada.

A coleção foi iniciada na década de 1980 e é essencialmente constituída por exemplares da fauna marinha da costa continental portuguesa e dos antigos territórios portugueses em África.

Estes últimos exemplares merecem especial destaque pelo seu número e por terem sido colhidos nas missões promovidas pelo estado português nas décadas de 1940 a 60. Mais de 4.300 exemplares documentam a diversidade da fauna carcinológica de Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe.

A coleção inclui exemplares-referência amostrados no âmbito da rede nacional BAL@PTBarcoding Aquatic Life, Portugal, integrada na iniciativa internacional CBOL- Barcode of Life.

Possui material tipo primário de 4 espécies.

Alexandra Cartaxana é a curadora desta coleção.

Tipo de coleção: 
Coleção de História Natural