Desenhos da expedição de Alexandre Rodrigues Ferreira em exposição no Luxemburgo

Um volume com desenhos produzidos durante a viagem liderada por Alexandre Rodrigues Ferreira ao Brasil, entre 1783 e 1792, foi agora emprestado pelo MUHNAC para integrar exposição “Portugal - Drawing the world”, no Luxemburgo.

Aratinga solstitialis solstitialis (Linnaeus, 1758)

Está patente entre os dias 29 de abril e 15 de outubro de 2017, no Museu Nacional de História e Arte (MNHA) no Luxemburgo, a exposição “Portugal - Drawing the world”, cuja ideia é, de acordo com informação no website do MHNA, dar a conhecer a história de Portugal e a sua presença nos quatro cantos do mundo «através do legado mais revelador deste país: o património artístico criado entre o declínio da Idade Média e o nascimento do nosso mundo contemporâneo, refletindo a cultura de um povo e o processo único de miscigenação cultural».

Esta é uma exposição composta por mais de 300 peças emprestadas por vários museus portugueses, sendo que a grande maioria é oriunda do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) de Lisboa.

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-ULisboa) está também representado através de um dos volumes de ilustrações produzidas durante a expedição liderada pelo naturalista Alexandre Rodrigues Ferreira (1756-1815) ao Brasil, entre 1783 e 1792. Este volume inclui desenhos que retratam nativos e fauna dos estados do Pará, Rio Negro, Mato Grosso e Cuiabá.

O MUHNAC possui um segundo volume com prospetos de povoações, edifícios e paisagens naturais, nomeadamente cachoeiras, que não foi emprestado, mas do qual foram enviadas imagens, que estão a ser exibidas na exposição.

A expedição ao Brasil enquadra-se nas viagens philosophicas promovidas pelo Estado português a partir de 1783, através do Real Museu de História Natural e Jardim Botânico da Ajuda, dirigidas pelo naturalista paduano Domingos Vandelli (1735-1816). Estas viagens destinavam-se à inventariação e descrição dos territórios e dos recursos naturais das colónias portuguesas.

 

Mais informação sobre o volume dos desenhos patente na Exposição "Portugal- Drawing the world":

Desenhos de gentios, Animaes Quadrupedes, Aves, Amphibios, Peixes e Insectos da Expedição Philosophica do Pará, Rio Negro, Matto Grosso e Cuyabá. Originaes. Volume 1.
Casa do Risco do Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda, 1785-1789
1.º Volume de um conjunto indeterminado de desenhos, produzidos durante a viagem liderada por Alexandre Rodrigues Ferreira ao Brasil, entre 1783 e 1792.
135 ilustrações aguareladas sobre papel, numeradas. 60 destas encontram-se assinadas pelo riscador Joaquim José Freire (1760-1847), e 22 estão assinadas pelo riscador Joaquim José Codina (séc. XVIII-1790).Possui a seguinte nota manuscrita na primeira página “Este volume dos desenhos originaes do Dr. Alexandre Rodrigues Ferreira, entregue em 1842 por uma ominosa portaria do Conde Thomas ao Ministro de Portugal ‘Drummond’ foi encontrado em 1861 em poder de uma mulher, a quem o Director da Secção Zoológica do Museu o comprou. Offerecido à Bibliotheca do Museu por José Vicente Barboza do Bocage”.
Origem: Livraria do Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda (1768-1836)
Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natura e da Ciência, Universidade de Lisboa
Inv. MUHNAC-MUL-AH, Fundo RMJBA-TC-02-0006

in Felismino, D. (2014). Saberes, Natureza & Poder. Colecções científicas da antiga Casa Real portuguesa, Lisboa, Museus da Universidade de Lisboa.

 

Legendas das ilustrações:

Aratinga solstitialis solstitialis (Linnaeus, 1758)
José Joaquim Freire (1760-1847), 1786(?)
in Desenhos de gentios, Animaes Quadrupedes, Aves, Amphibios, Peixes e Insectos da Expedição Philosophica do Pará, Rio Negro, Matto Grosso e Cuyabá. Originaes. Volume 1. 1785-1789
Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa
Inv. MUHNAC-MUL-AH, Fundo RMJBA-TC-02-0006-45

 

Vista do primeiro Canal da Cachoeira do Salto do Teotónio
Autor não identificado, 23 de novembro de 1789
in Prospectos de Cidades, Villas, Povoações, Fortalezas e Edificios, Rios e Cachoeiras da Expedição Philisophica do Pará, Rio Negro, Matto Grosso e Cuyabá. Originaes. Volume 2. 1789
Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa
Inv. MUHNAC-MUL-AH, Fundo RMJBA-TC-02-0007-5

 

Prospeto da Vila do Bom Jesus do Cuiabá
Autor não identificado, sem data
in Prospectos de Cidades, Villas, Povoações, Fortalezas e Edificios, Rios e Cachoeiras da Expedição Philisophica do Pará, Rio Negro, Matto Grosso e Cuyabá. Originaes. Volume 2. 1789
Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa
Inv. MUHNAC-MUL-AH, Fundo RMJBA-TC-02-0007-57

 

Índio Aycurú
Joaquim José Codina (séc. XVIII-1790)
in Desenhos de gentios, Animaes Quadrupedes, Aves, Amphibios, Peixes e Insectos da Expedição Philosophica do Pará, Rio Negro, Matto Grosso e Cuyabá. Originaes. Volume 1. 1785-1789
Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa
Inv. MUHNAC-MUL-AH, Fundo RMJBA-TC-02-0006-1