Saúde nos Trópicos: As coleções do IHMT

Nov
14
Nov/14 15:00
Instituto de Higiene e Medicina Tropical da UNL

Percursos de Turismo Sustentável - Património, Ciência e Saúde

Quando: 
Terça, 14 Novembro, 2017 - 15:00
Onde: 
Instituto de Higiene e Medicina Tropical da UNL

Visita guiada às coleções do IHMT, com José Luís Dória e Paula Saraiva

Sobre o IHMT
O Instituto de Higiene e Medicina Tropical foi fundado em 1902 como Escola de Medicina Tropical, com funções de estudo, ensino, investigação, assistência e tratamento, nas áreas da Higiene e das Patologias Exóticas, como então se designavam as várias componentes da Medicina Tropical. 

Fiel àquelas funções, a Escola de Medicina Tropical e depois o Instituto, que já teve diversas designações - Instituto de Medicina Tropical (1935), Escola Nacional de Saúde Pública e de Medicina Tropical (1966), Instituto de Higiene e Medicina Tropical (1972), evoluíram ao longo da sua existência mais que centenária, acompanhando os avanços da ciência e adaptando-se às vicissitudes da história, mas sabendo sempre manter uma posição de vanguarda entre as instituições internacionais suas congéneres. 

O Instituto de Higiene e Medicina Tropical é hoje uma unidade orgânica da Universidade Nova de Lisboa, com ensino e investigação nas áreas da medicina tropical, das ciências biomédicas e da saúde internacional. Articula-se e coopera com diversas instituições internacionais, nomeadamente dos países da CPLP e com a OMS. Presta serviços clínicos à comunidade: de aconselhamento, prevenção e vacinação, laboratoriais, de saúde pública e de organização sanitária, contribuindo para a resolução dos problemas de saúde global e para a divulgação do conhecimento científico.

Desde a fundação da Escola que se faz referência à existência de um Museu, o que, na conceção da época, era fundamentalmente o repositório do material didático utilizado para as aulas. Com o tempo alteraram-se as metodologias e as técnicas. Agora, cada unidade funcional de ensino e investigação do IHMT reúne e cuida do seu próprio material didático e do equipamento específico. Porém, alguns objetos tornaram-se obsoletos, mas carregam memórias que impedem a sua alienação. Renasceu assim, em 2012, o Museu do IHMT, regulamentado em 2016, com o objetivo de salvaguardar o património histórico da Instituição, de o inventariar, conservar e documentar, valorizando-o por meio de atividades de formação e de divulgação que contribuem também para o enobrecimento da história e da cultura da Medicina Tropical, seja portuguesa ou internacional. 

Sobre as coleções
O Museu, distribui-se por diversos espaços do atual edifício do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e está organizado por coleções. São exemplos destes núcleos o conjunto de modelos em cera e em gesso mostrando doenças tropicais, outrora utilizados no ensino; as maquetas de diversas instituições de saúde em África; a coleção de Nutrição; os répteis, em particular ofídios, muitos deles provenientes do Instituto Butantan, do Brasil; os modelos de insetos - vetores de doenças tropicais; equipamentos vários utilizados no estudo e na investigação dessas doenças; as peças com valor histórico usadas pela administração, nos diversos períodos; ainda as coleções da mapoteca, dos quadros didáticos e das fotografias, que ilustram o pretérito da Instituição. Interdependente do Museu e da Biblioteca do IHMT existe também um núcleo de biblioteca e arquivo históricos.

Número limite de inscrições: 30

Ponto de encontro: Instituto de Higiene e Medicina Tropical da UNL (Rua da Junqueira 100, 1349 ‐008 Lisboa)


Atividade gratuita, mediante inscrição prévia
geral@museus.ulisboa.pt | 213 921 808


Programa Percursos de Turismo Sustentável

Criado no âmbito das celebrações do Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento em parceria com universidades, museus, centros de ciência, associações e sociedades científicas entre outros, o programa Percursos de Turismo Sustentável decorre de maio a dezembro de 2017 e convida todos os interessados a participar num conjunto de visitas e percursos de valorização do património natural e cultural gratuitamente.