CONCERTO: Piano e música electrónica

Nov
03
Nov/03 21:15 - Nov/03 22:30
Anfiteatro do Laboratorio de Chimica

Concerto no âmbito da Exposição Hard Engineering - Propostas para ruínas futuras

Quando: 
Sexta, 3 Novembro, 2017 -
21:15 a 22:30
Onde: 
Anfiteatro do Laboratorio de Chimica

Concerto de Piano + Electrónica inserido na Exposição "Hard Engineering - Propostas para Ruínas Futuras".

Pianista Manuel Motta Veiga | Compositor, pianista e percussionista. As suas influências vão desde a música clássica ao jazz, passando pela música improvisada, contemporânea, experimental, eletrónica e pop-rock, música árabe, flamenco e, naturalmente, o fado. Nascido em Lisboa e tocando piano desde os 7 anos de idade, tem tido um percurso mais no "background" da música, com poucas apresentações ao vivo, tendo nos últimos anos apostado sobretudo numa carreira a solo, muitas vezes tocando de improviso total, aproveitando o sabor, as imagens, a luz, o som e a energia do momento.

 

Exposição

Estruturas imateriais e produtos materiais estão invariavelmente sujeitos à decadência física e ao declínio social - não importa o quão grandiosos ou tecnicamente desenvolvidos possam ser. Esta exposição explora lugares urbanos de desenvolvimento e transformação para pensar em como navegamos e damos novos rumos às ruínas do futuro do nosso ambiente urbano.

A exposição inclui seis guias de Lisboa com texto e imagem que são o resultado de novas colaborações com muitas disciplinas (Arte, Arquitectura, Engenharia Civil, Geografia Física e Humana e antropologia Social). Os guias pretendem-se re-imaginar o ambiente urbano contemporâneo através da exploração de formas de vida negligenciadas, vestígios de mutações sociais profundas, e cicatrizes de desastres naturais passados (tremores de terra, alterações climáticas), crise económica (declínio industrial, pobreza) e conflito humano (o rescaldo da guerra, migração). Estes abordam lugares cuja relação com o passado é agora pouco clara, focando-se em fragmentos de arquitectura e ruinas municipais para sugerir possíveis modelos de uso futuro. A instalação-vídeo aprofunda estes temas e abordagens com um trabalho feito em colaboração pelos artistas envolvidos nos guias da cidade.