Tremoço: uma alternativa para o futuro?

Fev
15
Fev/15 17:30
Sala Vandelli | Museu Nacional de História Natural e da Ciência

60 Minutos de Ciência com Ricardo Boavida Ferreira

Quando: 
Quinta, 15 Fevereiro, 2018 - 17:30
Onde: 
Sala Vandelli | Museu Nacional de História Natural e da Ciência
A sessão incidirá sobre as vantagens do tremoço (Lupinus albus), uma cultura bem conhecida no sul da Europa, mas que tem sido, por razões de natureza diversa, muito negligenciada. A sua introdução como cultura de larga escala no sul da Europa traria enormes vantagens, não só dos pontos de vista ecológico e económico, mas também de nutrição humana e de saúde das plantas e do Homem. Serão discutidas as suas vantagens em relação a outras culturas de leguminosas (nomeadamente à tão afamada soja), bem como a sua excelente contribuição para uma agricultura sustentável. 
 
Serão apresentadas duas proteínas bioativas do tremoço descobertas pelo grupo de investigação Disease and Stress Biology (D&SB) do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa: 
 
- a Blad, um componente de uma proteína comestível com uma elevada capacidade antifúngica, bacteriostática e, apenas no caso das plantas, também bioestimulante;
- a Deflamina, uma proteína com atividades anti-inflamatória e antitumoral muito fortes.
 
Breve nota biográfica sobre o orador: O Professor Doutor Ricardo Boavida Ferreira é Professor Catedrático no Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa e coordenador do grupo de investigação Disease and Stress Biology (D&SB) do ISA. O lema deste grupo é utilizar investigação fundamental como ferramenta para resolver problemas da saúde das plantas e do homem através de estratégias inovadoras e não tóxicas. Neste âmbito, tem desenvolvido um vasto trabalho nas mais diversas áreas, nomeadamente na aplicação de transcritómica, proteómica e metabolómica em doenças das plantas e do homem, interações hospedeiro/fungo, atividades antibacterianas, doenças neurodegenerativas, nutrição humana e inibição do desenvolvimento tumoral e da inflamação.  Ao longo de mais de três décadas de trabalho descobriu vários compostos bioativos em alimentos, com elevado potencial nas áreas da agronomia, saúde e nutrição. Publicou mais de 100 artigos científicos e é inventor de várias patentes nacionais e internacionais. Algumas das suas descobertas permitiram a criação de start-ups inovadoras, como é o caso da CEV/CONVERDE, SA, uma empresa criada em 2007 após os 16 anos de estudo de um componente de uma proteína isolada de sementes de tremoço, com uma potente atividade fungicida, denominado Blad.
 
3ª Edição do Ciclo de conversas "60 Minutos de Ciência"
Num formato informal e descontraído, 60 minutos de Ciência pretende ser um fórum de discussão entre especialistas e cidadãos sobre temas atuais de Ciência. Com a duração de uma hora, as suas sessões decorrem nas terceiras quintas-feiras do mês, pelas 17h30, com lugar no MUHNAC-ULisboa e no Edifício Caleidoscópio, no Jardim do Campo Grande em meses alternados.
Este ciclo é uma iniciativa do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-ULisboa), do Comité UNESCO Matemática do Planeta Terra (MPT-UNESCO) e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.