Ecologias tentaculares

Exposição da artista plástica Catarina Reis

Quando: 
18 de May de 2022 to 17 de June de 2022
Onde: 

Museu Nacional de História Natural e da Ciência

ECOLOGIAS TENTACULARES é uma instalação artística em processo de cocriação entre Catarina Reis e várias espécies de flora espontânea, vulgarmente conotadas como “ervas daninhas”. A artista convida estes seres a colonizar a fachada de um edifício, oferecendo-lhes um espaço subtraído à matéria arquitectónica. A forma da instalação é criada a partir do trabalho plástico sobre fendas, orifícios, e ocupações vegetais pré-existentes no edifício e no seu contexto, evidenciando um gesto que é simultaneamente de rotura e de reparação. A textura dourada evoca a técnica de reparação cerâmica kintsugi, que reconhece valor estético na exposição do erro, da imperfeição, e da vulnerabilidade na aceitação do “dano”. Ao mesmo tempo, a imagem do ouro, em contraste com uma ocupação vegetal tradicionalmente marginal e “daninha”, coloca em tensão conceitos de valor monetário, estético, ecológico e arquitectónico.

O dia 17 de Maio marca a abertura desta instalação ao público, e o início de um processo de interacção com a peça, que incluirá diversas experiências, respectiva observação e documentação, utilizando-se para o efeito diversas metodologias, num campo interdisciplinar entre arte, ciência e tecnologia. O resultado será apresentado em Setembro de 2022, sob a forma de uma instalação multimédia, a decorrer num espaço interior do MUHNAC.  O público é desafiado a descobrir uma face das ecologias urbanas, a partir de diferentes pontos de vista, escalas, e ambiências, na sua relação com os espaços arquitectónicos.


«I remember that tentacle comes from the latin tentaculum, meaning "feeler", and tentare, meaning "to feel" and "to try"

Haraway, D. (2016) Staying With the Trouble. Making Kin in the Chthulucene. Durham: Duke University Press,p.31

 

Inauguração, dia 17 de maio, das 17h00 às 20h00.

CONVITE

 

*****

 

Possibilidade de mediação entre o humano e o não-humano

por Sofia Marçal

 

Ecologias Tentaculares é uma instalação artística de Catarina Reis, que surge no contexto do desenvolvimento da investigação teórico-prática de doutoramento em Belas-Artes em Arte Multimédia na FBAUL que a artista está a desenvolver. A investigação é baseada na possibilidade de cocriação artística com agências não-humanas através de uma prática experimental multimédia / biomedia, posicionada entre Arte, Ciência e Tecnologia.

A realização desta intervenção artística no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, na fachada de uma casa temporariamente abandonada, na entrada para o Jardim Botânico, é oportuna e desejável enquanto enquadramento da ligação entre a Arte e a Ciência, relação que o museu valoriza e quer exponenciar. Mas o trabalho de Catarina Reis não fica contido ao espaço do museu, nem da Arte, nem da Ciência. Há uma nítida dilatação do espaço, do tempo, e dos limites disciplinares. A instalação coloca-nos perante situações de permanentes contágios, intrusões, e inquietações, onde descobrir novas relações com a natureza é uma forma de fazer arte. (Ler mais)

 

 

Exposição de Arte e Ciência