34.º aniversário do lançamento do Zx Spectrum

Abr
23
Abr/23 10:00 - Abr/23 18:00
Museu Nacional de História Natural e da Ciência

Um regresso à década de 80 e ao seu universo.

Quando: 
Sábado, 23 Abril, 2016 - 10:00 a 18:00
Onde: 
Museu Nacional de História Natural e da Ciência

A 23 de abril de 1982 era lançado, em Inglaterra, aquele que viria a ser o mais influente microcomputador europeu. Popularizado pelos seus videojogos, o ZX Spectrum entrou na casa de mais de seis milhões de famílias por toda a Europa, sendo muitos aqueles que ainda o relembram com carinho e que procuram manter a dita Geração ZX Spectrum viva. Sábado, dia 23 de abril de 2016, o MUHNAC celebra o 34.º Aniversário do lançamento do ZX Spectrum e convida todos os seus visitantes a regressar à década de 80 e a explorar o seu universo.

Programa

11h00-18h00 | Geração ZX Spectrum - Mostra de objetos de coleção, com João Diogo Ramos, fundador da plataforma Collectors Bridge

Visita a uma mostra de objetos de coleção da época reforçada com recursos e componentes audiovisuais do universo “ZX Spectrum”. João Diogo Ramos acompanhará a visita até às 13h00.

11h00-18h00 | ZX Spectrum Game Zone, com Mário Tavares, fundador da empresa Chipping e promotor do museu de videojogos Nostalgica

Zona interativa para recordar e experimentar os populares videojogos jogados no ZX Spectrum e conhecer a sua evolução e os modelos atuais.

15h00 – A herança ZX Spectrum em Portugal | Conversa com Ivan Barroso, revista PUSHSTART

No início dos anos 80, o Sinclair ZX Spectrum trouxe consigo uma revolução informática, nunca antes vista. Portugal não ficou imune ao fenómeno, produzindo não só software compatível com o sistema, mas também versões de hardware. Nesta conversa, será debatida a forma como o pequeno computador da Sinclair, teve impacto no nosso país, e mudou, de certa forma, a informática portuguesa. 

 

Convidados:

João Diogo Ramos | Licenciado em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra, começou o seu percurso numa empresa de Comércio Electrónica ligado à Salvador Caetano e juntou-se posteriormente ao Grupo Critical Software onde está há 14 anos. Desde 2012 desempenha o papel de Diretor Executivo de uma das empresas do grupo chamada Retmarker focada em soluções de software para Oftalmologia. Apaixonado pelo restauro de objetos antigos com significado histórico e emocional, é colecionador de computadores ZX Spectrum dos anos 80, focando-se principalmente nos modelos Ingleses e clones Portugueses, Americanos, Espanhóis, Brasileiros e Argentinos. Mais do que colecionador, vê-se como historiador, alguém que quer estudar e preservar estes pedaços de história que colocaram tantos miúdos e graúdos a sonhar, reconstruindo a história a partir da análise dos objetos. Para alcançar este fim, é útil arranjar formas digitais de partilhar a paixão e o conhecimento dos colecionadores, pelo que juntando o colecionismo às startups tecnológicas, lançou em 2014 uma empresa que concebe e gere a plataforma Collectors Bridge, o local de eleição para colecionadores de todo o Mundo.

Mario Tavares | Fundador de uma Startup a Chipping e incubado na Startup Lisboa, vê agora o seu sonho realizado o Nostálgica o primeiro museu de videojogos e tecnologia em Portugal, sediado na Fundação Marquês de Pombal. Apaixonado por videojogos e computadores, passou por grandes empresas do retalho como, a BoxShop, Triudus, Chip7, certificado pela HP EMEA. Participou em eventos na Lisboa Games week 2014, Festival in 2015,  Lisboa Games Week 2015, Lisbon Maker Faire 2015 na FIL e Pavilhão do Conhecimento. É convidado frequentemente para júri de de provas de aptidão e mentoring,  palestras , conferências e eventos, Auditório do Salão de Jogos na Lisboa Games Week 2015 e Academia de Código foram dois dos mais recentes eventos onde partilhou o seu conhecimento e entusiasmo! Curador e colecionador salva equipamentos de quase uma morte anunciada, resgatando e cuidando de artefactos tecnológicos tão importantes que contam a história dos últimos 50 anos.

 

Ivan Barroso | Licenciado em Artes e Multimédia trabalha na indústria dos videojogos desde 2006. É atualmente editor da revista PUSHSTART,  historiador de videojogos, coordenador do curso HND: Animação e videojogos (ETIC, Lisboa), e cronista do jornal Público. Já colaborou com a revista PC-Guia e o website Pocket Gamer.  É igualmente autor do livro “História dos videojogos - A génese da indústria”, tendo também participado no livro “Service Games: The rise and fall of Sega”. Atualmente está a acabar o seu terceiro projeto, "(R)evolução interativa - Enciclopédia visual: Computadores, Jogos eletrónicos, Consolas domésticas e portáteis".