Inauguração da exposição "A Imagem Paradoxal: Francisco Afonso Chaves (1857-1926)"

Inaugura no dia 12 de outubro, às 19h00, no MNAC-Museu do Chiado a exposição do projeto A Imagem Paradoxal: Francisco Afonso Chaves (1857-1926).

A Imagem Paradoxal: Francisco Afonso Chaves (1857-1926)

Este projeto pretende divulgar a figura de Francisco Afonso Chaves, naturalista, geofísico e meteorologista que desde cedo se fixou em Ponta Delgada, tendo, no entanto, frequentado a Escola Politécnica de Lisboa em preparação para o ingresso na Escola do Exército.

Na Escola Politécnica terá aprofundado o seu gosto pelas ciências naturais, o qual se torna evidente no contacto que inicia com naturalistas da época e, em especial, no trabalho que desenvolve com o naturalista Carlos Machado, no regresso a São Miguel (1879). Os seus conhecimentos e interesse pela meteorologia destacaram-no ainda na cooperação meteorológica internacional para o estudo dos fenómenos atmosféricos do Atlântico Norte, devendo-se a Afonso Chaves o projecto que deu origem ao Serviço Meteorológico dos Açores (1901-1946) e à criação da rede de observatórios daquele arquipélago. 

A exposição que agora inaugura no Museu do Chiado faz assim parte de uma trilogia que terá continuidade em Janeiro, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC) e, em Março, no Museu Carlos Machado (MCM), em Ponta Delgada.