Indígenas e Fenícios em Lisboa

Set
29
Set/29 09:30 - Set/29 11:30
Praça da Figueira (junto da estátua de D. João I)

Roteiros do Conhecimento

Quando: 
Sábado, 29 Setembro, 2018 - 09:30 a 11:30
Onde: 
Praça da Figueira (junto da estátua de D. João I)
O percurso centra-se na primeira metade do I milénio a.C. e pretende, com base nas evidências arqueológicas conhecidas, abordar a ocupação de Lisboa no Bronze Final e no período de presença ou de influência fenícia, explorando as diferenças entre os dois tipos de culturas e discutindo o tipo de instalação que os fenícios efetuaram em Lisboa e o modo como interagiram com as populações indígenas.
 
Para o efeito, o percurso inicia-se na Praça da Figueira, onde se documentou ocupação do Bronze Final e termina na Rua de São João da Praça, passando pelo Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros e pelo Hotel Eurostars Museum (antigos Armazéns Sommer), locais com testemunhos da influência fenícia, destacando-se no NARC a observação de habitações com lareira central e de uma área industrial do século V a.C. e nos Armazéns Sommer a descoberta de habitações, de uma área portuária e de uma estela funerária com escrita fenícia do século VII a.C.. No casos em que os vestígios arqueológicos não são atualmente visíveis, recorrer-se-á a documentação de apoio que ilustre graficamente a narrativa.
 
Parceiro: Centro de Arqueologia de Lisboa | Câmara Municipal de Lisboa
 
Ponto de encontro: Praça da Figueira (junto da estátua de D. João I)
 
Atividade gratuita mediante inscrição (máx. 20 pessoas/por sessão).
 
Informações e Inscrições:
 
 
 
ROTEIROS DO CONHECIMENTO
Programa de percursos temáticos gratuitos e de valorização da Cultura nas áreas da saúde, biologia, geologia, matemática, arqueologia, tecnologia, astronomia, entre outras, que convida os portugueses a descobrirem o património nacional. Coordenado pelo MUHNAC-ULISBOA esta é uma iniciativa organizada em estreita parceria com entidades de Norte e a Sul do país detentoras de património e promotoras de iniciativas de consciencialização pública.
 
 

Organização                                               

 

 

 

Parceiro