Ouro branco - Qual a importância do lítio na energia do futuro?

Maio
16
Maio/16 17:30
Edifício Caleidoscópio | Jardim do Campo Grande

60 Minutos de Ciência com Bruno Miguel Soares Gonçalves

Quando: 
Quinta, 16 Maio, 2019 - 17:30
Onde: 
Edifício Caleidoscópio | Jardim do Campo Grande

Qual o papel da energia elétrica na sociedade atual?
Há necessidade de desenvolver métodos de produção de energia elétrica de larga escala?
Será possível explorar a energia das estrelas na terra? Será a fusão nuclear a energia do futuro ou uma possibilidade remota?
Porque razão é o Lítio denominado de ouro branco e qual o seu papel na energia do futuro?

Nota biográfica sobre o orador

Bruno Miguel Soares Gonçalves

Licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico (1997) possui um mestrado em Física (IST/UTL, 2000) e o doutoramento em Engenharia Física  (IST/UTL, 2003). Em 2005 a sua tese de doutoramento foi distinguida com o prémio “European Physical Society Plasma Division PhD Research Award”. Em fevereiro de 2012 obteve a Habilitação para o Exercício de Funções de Coordenação Científica em Engenharia Física Tecnológica. Bruno Soares Gonçalves é Presidente do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear desde  maio de  2012, responsável pelo Grupo de Engenharia e Integração de Sistemas desde 2013 e Líder de Projeto em vários projetos internacionais. Bruno Soares Gonçalves tem um índice-h de  24, é co-inventor de duas patentes submetidas, co-autor de um capitulo de livro e de mais de 100 artigos em revistas internacionais com peer-review.

 

4ª Edição do Ciclo de conversas "60 Minutos de Ciência"

Num formato informal e descontraído, 60 minutos de Ciência pretende ser um fórum de discussão entre especialistas e cidadãos sobre temas atuais de Ciência. Com a duração de uma hora, as suas sessões decorrem nas terceiras quintas-feiras do mês, pelas 17h30, com lugar no MUHNAC-ULisboa e no Edifício Caleidoscópio, no Jardim do Campo Grande em meses alternados.
Este ciclo é uma iniciativa do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-ULisboa), do Comité UNESCO Matemática do Planeta Terra (MPT-UNESCO) e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FC - ULisboa).