Coleções do antigo Centro de Zoologia do IICT transferidas na íntegra para o MUHNAC

Ao fim de 71 anos, as coleções do antigo Centro de Zoologia do Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) são transferidas para as instalações do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-ULisboa), no seguimento da integração do IICT na ULisboa em 2015.
 
O trabalho de transferência dos exemplares, que envolveu uma vasta equipa de profissionais do Museu, entre curadores, conservadores, arquivistas e bibliotecários, contando também com o apoio de voluntários, teve início em 2016 e prevê-se que termine no decorrer do mês de outubro. O processo de transferência beneficiou ainda da realização anual de estágios no âmbito da Conservação Preventiva, resultando estes numa mais valia e oportunidade de excelência para a formação de jovens alunos dos cursos superiores de Conservação e Restauro, tendo o MUHNAC acolhido ao todo 14 alunos.
 
No total, as instalações no MUHNAC vão acolher 6300 aves, 5076 anfíbios e répteis, 4000 mamíferos (incluindo peles e ossadas), cerca de 80 mil insetos, entre 1500 a 2000 conchas e 1000 invertebrados em meio líquido. Estes números têm vindo a aumentar à medida que se vai fazendo o inventário, dado que muitos dos animais não se encontravam inventariados.
 
Todos os exemplares têm seguido um processo cuidado de higienização e recondicionamento antes do transporte, tendo em vista uma boa preservação. No local de origem, tem-se assegurado o registo breve do estado de conservação e a substituição de fios inadequados em etiquetas. Já no Museu, todos os exemplares são desinfestados por anoxia, integrando posteriormente as reservas específicas de cada coleção.
 
No âmbito das coleções zoológicas, estão ainda em preparação de embalamento e transferência, os crânios e ossadas de mamíferos, a coleção malacológica (moluscos), a entomoteca (insetos), e alguns exemplares de coleção líquida e peles de répteis. Além desta, serão também transferidas a biblioteca, o arquivo e vários equipamentos científicos provenientes do trabalho de campo das missões e do trabalho laboratorial do IICT e organismos antecessores.
 
Quando no Museu, após o período de desinfestação e higienização, o objetivo será integrar ao máximo estes exemplares em futuras exposições, de modo a disponibilizá-los ao público, como já é exemplo alguns exemplares de aves em charuto que se encontram na exposição SPECERE, patente no MUHNAC-ULisboa. Estes objetos estarão ainda disponíveis para análise e estudo pela comunidade científica.
 
O antigo Centro de Zoologia do IICT possui uma longa história. A sua criação na rua da Junqueira nº14, em Lisboa, data de 1948, pelo diretor Fernando Frade Viegas da Costa, dando continuação à Secção Zoológica/Divisão de Entomologia e Vertebrados, iniciada em 1943 pelo Professor Antero Seabra. Ao longo de quatro andares, encontravam-se as coleções de exemplares recolhidos nas missões científicas realizadas ao longo de cinco décadas em Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Timor, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Macau.