Seminário de Cultura Material

Fev
17
Fev/17 17:00 - Fev/17 18:30
Reserva Visitável do Laboratório Chimico

Redescrição de três crânios de cetáceos do miocénico de Lisboa

Quando: 
Segunda, 17 Fevereiro, 2020 - 17:00 a 18:30
Onde: 
Reserva Visitável do Laboratório Chimico

Apresentação de Ricardo Silva Figueiredo.

Ao longo dos anos, os crânios encontrados por Alexandre Vandelli foram alvo de várias descrições taxonómicas por parte de diversos autores. No entanto, a grande maioria foi realizada a partir de registos fotográficos. Neste estudo foram feitas observações in situ com o intuito de tentar descrever, de forma exata, os ossos dos crânios em causa.

Três crânios, dois deles presentes nas coleções do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, foram descobertos durante uma exploração aurífera oitocentista na Praia da Adiça, situada entre a Fonte da Telha e a Lagoa de Albufeira. Foram referenciados pela primeira vez por Eschwege em 1826, que mais tarde incumbe Vandelli de acabar o seu trabalho. Pouco antes do ano 1914, é referida a existência de um novo crânio de cetáceo nas coleções do Museu, que se pensa ter sido encontrado no mesmo local e pela mesma altura que os restantes crânios. Entre 1914 e 1940-41 desaparece um dos crânios de Vandelli e atualmente ainda não se conhece o motivo do seu desaparecimento.

 

Ricardo Silva Figueiredo, aluno da Universidade de Aveiro (presentemente aluno do Mestrado de Ecologia Aplicada) fez o seu trabalho final da licenciatura em Biologia na coleção de Paleontologia do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, sob orientação interna da Dra. Liliana Póvoas e orientação externa do Prof. Rui Castanhinha.

Recursos relacionados

Anexos: