Exposição "As Plantas na Primeira Globalização" visita a Madeira

Exposição itinerante integra o programa das Comemorações dos 600 anos do Descobrimento das Ilhas da Madeira e do Porto Santo

A exposição itinerante intitulada As Plantas na Primeira Globalização, faz parte da programação criada no contexto das Comemorações dos 600 anos do Descobrimento das Ilhas da Madeira e do Porto Santo.

Esta exposição, organizada e produzida pelo Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT), em 2007, e agora pertencente ao Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), é baseada no livro A Aventura das Plantas e os Descobrimentos Portugueses, da autoria do Professor José Mendes Ferrão.

A troca de plantas entre continentes no período dos descobrimentos portugueses é o foco da exposição.

Alimentos como a mandioca, o milho, a malagueta, hoje tão comuns nas várias gastronomias, são alguns exemplos da importância dos portugueses na introdução destas e de outras plantas nos vários continentes, levando à alteração de hábitos alimentares e ao desenvolvimento económico dos diferentes países.

A exposição estará patente ao público de 5 de março a 2 de abril, no Colégio dos Jesuítas - Universidade da Madeira.

O ato inaugural contará com a presença de Sua Excelência o Presidente do Governo da Região Autónoma da Madeira e da Diretora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

 

As Plantas na Primeira Globalização continuará em itinerância pelas escolas da Região Autónoma da Madeira ou outras instituições que se mostrem interessadas.