MUHNAC participa em projeto de reconstituição facial de crânios

Parceria com a Câmara Municipal de Loures permitiu a digitalização tridimensional de dois crânios para a elaboração de uma aproximação facial

A colaboração entre o Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC) e a Câmara Municipal de Loures inicia-se em 2015, na sequência de trabalhos de instalação do Museu Municipal na Quinta do Conventinho.

Na ocasião, Luís Filipe Lopes, colaborador do MUHNAC, foi o responsável pela digitalização tridimensional do crânio de Luís de Castro Rio (século XVI) tendo sido possível a elaboração de uma aproximação facial deste bem-sucedido mercador.

Recompensado pelo Rei D. Sebastião com o título de fidalgo de solar, Luís de Castro Rio patrocinou a edificação do Convento franciscano arrábido do Espírito Santo, em Loures. Séculos mais tarde esta propriedade, entretanto na posse da Câmara, alberga o Museu Municipal de Loures.

Mais recentemente, em 2019, na sequência de trabalhos arqueológicos na zona de Bucelas, Yuliet Quintino, colaboradora do MUHNAC, esteve envolvida na digitalização tridimensional do crânio de uma jovem mulher de ascendência africana (séculos XVI-XVII).

Os trabalhos arqueológicos decorreram no cemitério associado à Igreja Matriz e à Capela do Espírito Santo, e puseram a descoberto alguns enterramentos correspondentes a indivíduos que apresentavam ascendência africana (séculos XVI – XVIII).

 

NOTÍCIA ASSOCIADA 

30 de junho de 2017
MUHNAC colabora na aproximação virtual do rosto de mercador do século XVI