British Bar acolhe mostra de objetos do MUHNAC

A partir de hoje é possível observar nas montras do British Bar no Cais do Sodré, em Lisboa, objetos de história natural e da ciência.

Com a intenção de dar a conhecer as coleções naturalistas e de ciência do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, realizamos esta mostra nas montras do British Bar, contribuindo assim para promover a aproximação das pessoas ao museu. O museu contemporâneo tende para a convergência das actividades culturais potenciadoras de conhecimento e interesse das populações, determinantes na ligação da cidade, à Cultura, à Ciência, à Arte e ao museu.

Promovendo a polinização cruzada de conhecimento tão essencial para a formação de uma sociedade contemporânea, numa linha programática e estratégica com a finalidade de angariar novos visitantes, cruzar públicos e criar novas sensibilidades, saímos do museu e abrimo-nos à cidade, ao seu ritmo, aos seus costumes, às suas memórias e à sua história, “A cidade se embebede como uma esponja dessa onda que reflui das recordações e se dilata.”[1]

Os museus dos dias de hoje querem-se porosos, arejados e permeáveis, desejavelmente interdisciplinares e por isso não cabem no seu limite físico e têm que se expandir. “Mas, às vezes, deixo as paredes de minha casa se expandirem em seu próprio espaço, que é de extensibilidade infinita.”[2]

O Britsh Bar já tem tradição na organização de exposições de Arte Contemporânea pela mão do Pedro Cabrita Reis, apropriando-nos dessa iniciativa, agora é o tempo e o espaço para divulgar Ciência.

É importante dar a conhecer a cultura, difundi-la e torna-la global sem a perverter. (Ler mais)

 

Sofia Marçal

Museu Nacional de História Natural e da Ciência